O ensaio de flamabilidade em materiais poliméricos.

O ensaio de flamabilidade é um teste de certificação de produtos poliméricos e sua principal função é a avaliação do atendimento a normas, portarias e especificações estabelecidas pelos órgãos nacionais e internacionais responsáveis.

De acordo com as condições de aplicação e uso final do material polimérico, a realização dessa análise é de extrema importância uma vez que o resultado obtido é determinante na comprovação da qualidade e eficiência do produto na prevenção de acidentes causados por incêndios. Ou seja, o resultado indica se um determinado material pode ser aceito com relação à flamabilidade (resistência ao início e propagação da chama), para uma aplicação específica.

A avaliação do comportamento de materiais poliméricos empregados em instalações elétricas, aparelhos eletroeletrônicos e revestimento interno de veículos, quando expostos ao fogo é importante, principalmente, porque a aplicação desses materiais está relacionada à segurança do usuário.

Sobrecargas de energia e exposição a temperaturas elevadas são fatores sob os quais esses materiais podem ser submetidos durante o uso devido a falhas técnicas, mau funcionamento, panes ou até mesmo por defeitos, que podem gerar acidentes pela falta de resistência do item a situações extremas.

Os ensaios de flamabilidade, de um modo geral, não possuem metodologia complexa, mas a execução do teste deve ser realizada dentro das condições padronizadas, a fim de evitar erros experimentais e na interpretação dos resultados.

Os ensaios, sem pormenores, consistem em inflamar uma amostra com dimensões padronizadas por meio de uma chama com características definidas, que incide de maneira também padronizada sobre a amostra durante um intervalo especificado de tempo.

Cada material polimérico apresenta um comportamento distinto quando exposto à chama ou ao calor devido principalmente à sua composição química e à presença, em maior ou menor dosagem, de aditivos antichama, fornecendo como resposta a classificação do comportamento quanto a queima.

Os principais comportamentos dos materiais poliméricos avaliados durante o teste de flamabilidade são incendiar, propagar a chama em diferentes velocidades e extinguir a chama após cessar o contato.

De acordo com o comportamento observado através do ensaio, os polímeros podem ser classificados como autoextinguíveis quando apresentam a capacidade de extinguir a chama de forma espontânea quando removida a fonte de calor.

Além disso, de acordo com a velocidade de propagação da chama, que fornece informações como tendência em espalhar o incêndio e geração de fumaça, é possível classificar os polímeros como materiais combustíveis ou de combustão lenta.

Desse modo, é possível designar o polímero que melhor atende às especificações e exigências para cada aplicação com base nas condições finais de uso, garantindo sucesso e bom funcionamento durante a vida útil do equipamento ou produto e evitando assim acidentes ou prejuízos ao usuário final e ao fabricante.

O CCDM conta com infraestrutura para a realização de ensaios de flamabilidade para corpos de prova de plásticos sólidos nas posições horizontal e vertical. As seguintes normas são avaliadas: UL94, ASTM D3801, ASTM D635 e ISO 9773, além de outros métodos sob consulta.

Entre em contato conosco para saber mais sobre ensaios de flamabilidade e também sobre os ensaios que são realizados em nossos laboratórios.

 

1 Comment

  1. Aulas De Eletricista8 de março de 2022

    Sou a Beatriz Azevedo, e quero parabenizar você pelo seu
    artigo escrito, muito bom vou acompanhar o seus artigos.

    Visite meu site lá tem muito conteúdo, que vai lhe ajudar.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top